Economia · Política

Aumento abusivo de preço dos combustíveis mobiliza Ministério Público

Sinopse MS

Edição: Sérgio Botêlho

Manchete e submanchetes do portal do Correio do Estado. DURANTE A GREVE. MPE abre inquérito para investigar aumento abusivo nos combustíveis/

FAZENDA NACIONAL. Débitos de INSS de 15 empresas de MS superam R$ 419,9 milhões. Maiores devedoras são usinas sucroalcooleiras, frigorífico, siderurgia, curtume, entre outras/

PRESIDENCIÁVEIS. Sem soluções, pré-candidatos prometem investimento no campo. Na corrida à Presidência, questão indígena e melhorias fazem parte dos discursos em MS/

ECONOMIA. Resgate de cotas do fundo PIS/Pasep é liberado para todas as idades/

QUEDA. Estiagem derruba produtividade do milho e safra deste ano pode ficar 28% menor. Os dados constam no Relatório de Acompanhamento de Safras do Projeto Siga (Sistema de Informações Geográficas)/

GREVE DA BOLEIA. Uso de Forças Armadas nas estradas deve acabar amanhã {hoje}, diz ministro/

CONTRABANDO. Quarteto é preso com 180 quilos de agrotóxico em Coxim/

PONTA PORÃ. Motorista atira contra policial e abandona carga de maconha/

ATÉ SEXTA. Jaraguari recebe Carreta da Justiça nesta semana/

CENÁRIO DE ESTIAGEM. Rally da Safra chega em MS nesta segunda-feira.

Manchete e submanchetes do jornal Correio do Estado

Capa

Sucateada, ferrovia só acumula prejuízo. A falta de política pública de incentivo ao transporte ferroviário, aliada a décadas de abandono, fez com que a ferrovia que liga Corumbá ao Porto de Santos (SP) fosse parcialmente desativada, somando dívida milionária/

Pesquisa e inovação sem dinheiro. O governo do Estado reduziu o orçamento da Fundação de Apoio ao Desenvolvimento do Ensino, Ciência e Tecnologia (Fundect). Conforme dados do Portal da Transparência, nos últimos quatro anos, o corte chegou a 75%. O fomento a pesquisadores e estudantes despencou de R$ 15,9 milhões em 2014 para R$ 4 milhões neste ano/

INSS. Empresas devem mais de R$ 419 milhões à Previdência. Quinze empresas de Mato Grosso do Sul somam uma dívida de mais de R$ 419,9 milhões com a Previdência Social. Os dados são da Procuradoria-Geral da Fazenda Nacional (PGFN). No ranking das devedoras se destacam usinas sucroalcooleiras. No total, são mais de nove mil empreendimentos com débitos/

Crime organizado. Facção criminosa lucra R$ 400 milhões por ano/

Caminhoneiros. União descarta prorrogar uso das Forças Armadas/

Bonito. Avanço da agropecuária ameaça Rio da Prata/

Combustíveis. Governo estuda política para reduzir preços/

Presidenciáveis. Pré-candidatos miram no campo em passagens pelo Estado/

Estiagem castiga e preço do milho dispara em MS.

Página 3 – Política

Sem soluções, pré-candidatos prometem investimento no campo. Na corrida à Presidência, questão indígena e melhorias fazem parte dos discursos em MS. “Com a economia funcionando bem, temos empregos. Precisamos continuar seguindo esse plano”. Henrique Meirelles, pré-candidato pelo MDB.

Página 5 – Economia

Fazenda Nacional. Débitos de INSS de 15 empresas de MS superam R$ 419,9 mi. Maiores devedoras são usinas sucroalcooleiras, frigorífico, siderurgia, curtume, entre outras.

Coluna Diálogo. Cristina Medeiros

Felpuda. Os dirigentes do Legislativo, Judiciário, Tribunal de Contas e Ministério Público estão fazendo as contas para apurar o tamanho do aperto com a queda drástica da arrecadação do Estado. E o governador Reinaldo Azambuja pediu bom senso. Não adianta chorar porque a paralisação dos caminhoneiros estancou a arrecadação de Mato Grosso do Sul. Mas, como promessa é dívida, será votada esta semana, na Assembleia Legislativa, a redução de 17% para 12% da alíquota do ICMS do diesel no Estado.

Manchete e submanchetes do portal MidiaMax

Preso frentista que usava trabalho em posto de combustível para vender drogas. Ele já tinha passagens por tráfico de drogas/

Esperando protesto convocado na web, caminhoneiros se concentram em estádio. Caminhoneiros e apoiadores se concentram, ao lado de 15 caminhões, no estacionamento do estádio Mané Garrincha, em Brasília.

Pantanal terá espaço exclusivo em um dos zoológicos mais visitados dos Estados Unidos. Animais já estão no zoológico e serão exibidos no espaço exclusivo.

Manchete e submanchetes do portal Campo Grande News

Gelado. Frio provocou sensação térmica de 6ºC em Aral Moreira e Ponta Porã.

Protesto acaba, mas gasolina continua como sacrifício diário do brasileiro. Desabastecimento e alta do preço revelaram como a população não vive sem combustíveis e pouco questiona dependência.

Manchete e submanchetes do portal Dourados News

TRADIÇÃO. Em Bonito, Renato Câmara homenageia pioneiros da Família Mattos

Manchete e submanchetes do portal FatimaNews

NVESTIMENTOS NO MS. Governo do Estado investe R$ 34,77 milhões para dar competitividade a empresas de MS.

Manchete e submanchetes do portal TopMídia

PDT de MS vai disputar vagas na Assembleia Legislativa com chapa pura. Informação é do vereador Odilon de Oliveira Júnior, que indica mais uma candidatura ao Senado. O empresário Chico Maia é pré-candidato declarado ao Senado. Ele é do Podemos, partido que surgiu com o fim do PTN, o Partido Trabalhista Nacional.

Internacional · Política · Venezuela

Questionamentos sobre eleição na Venezuela se destacam nos portais de notícias

PORTAIS DE NOTÍCIAS:

Manchete e destaques da hora de O Globo online: Míriam Leitão: Na Venezuela, a radiografia da fraude e do voto tutelado. Eleitor que depende dos programas sociais tinha que se apresentar a um posto da milícia chavista para comprovar que votou/

Brasil e outros 13 países não reconhecem eleição de Maduro. Votação foi marcada por denúncias e abstenção recorde/

Entenda como o governo Maduro usou carteirinhas de assistência social para controlar o voto/

Eleição na Venezuela tem irregularidades, dizem opositores. De acordo com Henri Falcón e Javier Bertucci, governo está usando máquina pública para coagir eleitores/

Lauro Jardim: Temer faz propaganda de seu governo com dinheiro da Saúde/

Alckmin diz que não nomearia encrencados para embaixadas/

Fernandas se recusam a fazer campanha para empresa do pré-candidato Flávio Rocha. Ele é dono da marca Riachuelo/

Míriam Leitão: Temer é um caso para os psicólogos. Presidente completou um ano desde que seu governo perdeu o rumo/

Professores da UFRJ ficam 11 horas nas mãos de bandidos. Casal de docentes foi sequestrado na Ilha do Fundão na sexta-feira e passou o dia em cativeiro dentro de comunidade de Belford Roxo/

Caminhão Rei do 1 real junto à Lagoa-Barra e a um carro da PM: clientes fazem fila para acessar calçada onde mercadorias são expostas em caixas de papelão/

Narcomilícia mantém moradores da Rocinha sob domínio do medo. Extorsões já rendem mais de R$ 1 milhão por mês

Chefe da milícia na Praça Seca é preso em Sulacap. Hélio Albino Filho, conhecido como Lica, é ligado ao ex-vereador Deco/

MP investiga caixa dois de concessionária a Alckmin. Funcionários da CCR teriam confirmado pagamentos de R$ 5 milhões por doações ilegais a ex-governador de São Paulo, em 2010/

ANCELMO GOIS: Condenado na Lava-Jato paga multa 2 vezes maior do que propina que diz ter recebido/

Número de eleitores idosos no país supera o de jovens. Aptos a votar acima de 60 anos são 18,6% do eleitorado, contra 15,3% dos eleitores entre 16 e 24 anos/

Campanha do MDB à Presidência vai apostar nas reformas. Manual defende mudanças na Previdência e critica Ministério Público e Poder Judiciário/

Para ter o PP, aliados de Ciro lembram Brizola: “Na carroceria cabe todo mundo, mas na boleia só quem se confia”/

De olho no centrão, Ciro quer antes aliança à esquerda, sem o PT/

Mangabeira Unger: ‘Não podemos ter purismo ideológico’. Guru de Ciro Gomes prega alianças ‘amplas’/

EUA colocam aplicação de tarifas contra a China ‘em espera’. Secretário do Tesouro afirma que no encontro de dois dias com representantes de ambos os países, em Washington, houve progressos/

Incertezas afetam reforma fiscal de Donald Trump. Investimentos não crescem como previsto/

Grupo de africanos foi resgatado na noite deste sábado. Imigrantes à deriva por 35 dias são resgatados no Maranhão. Grupo vindo de Senegal, Nigéria e Guiana foi resgatado por pescadores/

Imposto é o maior obstáculo para economia brasileira. Tributos altos e sistema complexo desestimulam negócios no país, diz Ipea. Carga tributária imposta pelo Brasil afeta negativamente a competitividade da indústria. Indústria brasileira sofre com taxas altas para importar serviços. Estudo da CNI diz que Brasil é um dos poucos a impor até seis tributos.

 

Manchete e destaques da hora do Estadão online: Brasil e mais 13 países não reconhecem reeleição de Maduro na Venezuela. Governo brasileiro alega que eleição não foi realizada em ‘processo democrático’/

Maduro é declarado vencedor em eleição contestada e com baixa participação. Chavista teve 5,8 milhões de votos enquanto Henri Falcón obteve 1,8 milhão/

BR18. Temer paga publicidade com dinheiro da saúde/

Lava Jato. Tribunal de Lisboa determina extradição de Raul Schmidt para o Brasil/

Eleições. Em evento, Marun trata Meirelles como candidato do MDB ao Planalto/

São Paulo. Virada Cultural revela agravamento da situação dos desabrigados/

Maranhão. Imigrantes resgatados em barco precário estavam há 35 dias no mar/

Coluna do Estadão: Sogra de Lulinha repassou dinheiro a empresa ligada a operador do petróleo/

Estados Unidos. Secretário do Tesouro diz que guerra comercial com a China está ‘em suspenso’/

Violência. Obstetriz de 27 anos é morta com 16 facadas; namorado é suspeito.

 

Manchete e destaques da hora da Folha online: Apenas 8% dos PMs atacados saem ilesos em São Paulo. Em 491 casos documentados de 2006 a 2013, houve 218 mortos e 233 feridos, indica levantamento da Folha/

AMÉRICA DO SUL: Maduro se reelege em votação contestada dentro e fora da Venezuela. Ditador recebeu dois terços dos votos em pleito em que 54% dos eleitores não foi às urnas. Opositor diz que não reconhece processo eleitoral. Rivais acusam Maduro de coagir eleitores/

Possível calote da Odebrecht ameaça R$ 47 bilhões de bancos. Temor das instituições é que não pagamento provoque a antecipação de todo o débito/

CONGRESSO. Tucanos dão mais apoio aos projetos de Temer do que o MDB. Partido do presidente aparece em terceiro lugar em ranking de fidelidade nas votações/

MOVIMENTO INÉDITO. Moreira Franco quer obra sem permissão em terra indígena. Ministro consulta Defesa sobre possibilidade de autorizar uma nova linha de transmissão/

Bolsonaro cita Clodovil e colega negro para rebater acusações. Pré-candidato se defende por declarações em que é tido como homofóbico e racista/

ALIANÇAS. Políticos articulam chapas em família em ao menos 5 estados/

CÂMBIO. Mesmo com dólar alto, vale a pena comprar nos EUA/

VINICIUS MOTA: Dólar mais caro não reverte fartura global de dinheiro/

POUPANÇA. Regra dos 4% diz quanto se deve poupar para aposentar/

  1. LEMOS: Abro empresa na Estônia em 15 minutos; no Brasil, são 79 dias
eleições 2018 · Política

Nova pesquisa CNT-MDA inspeciona o quadro eleitoral

Sérgio Botêlho

Nesta segunda-feira, 14, a Confederação Nacional dos Transportes, pela MDA Pesquisa, divulga pesquisa de opinião pública sobre a disputa presidencial, no país, levando em conta a lista de pré-candidatos.

Será a primeira pesquisa CNT-MDA após a desistência do ex-ministro Joaquim Barbosa e a prisão do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva. Este último aparece em um dos questionários da nova pesquisa, que teve a apuração encerrada neste domingo, 13.

As pesquisas CNT-MDA também costumam apresentar números sobre o desempenho do governo e das expectativas da população sobre saúde, emprego, educação, segurança pública e renda mensal.

Também nesta semana, mais precisamente, na próxima quarta-feira, 16, o Comitê de Política Monetária (Copom), do Banco Central, divulga nova decisão sobre a taxa de juros Selic. Pela avaliação do mercado, haverá um novo corte de 0,25%.

Na Câmara dos Deputados, destaque para a continuidade da votação do projeto que institui a obrigatoriedade do Castro Positivo, que já existe, mas, é optativo. O projeto carrega um certo peso de impopularidade.

O cadastro positivo inclui todo o histórico de pagamentos (em dia ou não), do cidadão, que será analisada na proposta de crédito. Os crediaristas e bancos em geral prometem melhores condições de crédito, de acordo com o histórico do consumidor.

Os parlamentares já aprovaram, semana passada, o texto-base da proposta, sendo que, a partir desta terça-feira, 15, eles estarão votando os destaques apresentados na votação anterior.

No Senado Federal, a pauta está trancada por Medida Provisória que perde a validade até o próximo domingo, 20. De acordo com a MP, investimentos em pesquisas feitos por empresas de tecnologia da informação e de comunicação serão retribuídos com incentivo fiscal.

Em suma, são esses os principais temas da política e da economia nacionais para esta semana. Alguns, como é o caso da pesquisa CNT-MDA, com possibilidade de influir no andamento das conversas entre partidos e candidatos no rumo das eleições de outubro próximo.

Justiça · Política · Sociedade

Assassinatos promovidos pela ditadura, no Brasil, segundo a CIA, é destaque nos portais de notícias

Noticiário dos portais de notícias

Edição: Sérgio Botêlho

PORTAIS DE NOTÍCIAS:

Manchete e destaques da hora de O Globo online: Matias Spektor: ‘O Planalto decidia sobre vida e morte de cidadãos’. Para pesquisador, documento da CIA prova que Geisel chamou para si o controle da repressão. Leia o documento da CIA que diz que Geisel autorizou execuções na ditadura/

Pré-candidatos à Presidência apontam gravidade da revelação de documento da CIA/

Palácio do Planalto age com cautela diante das informações divulgadas/

O Dia das Mães de Geisel. Em 1973, Zuzu Angel pediu ajuda ao general para achar corpo do filho Stuart/

Novo depoimento confirma entrega de dinheiro em escritório de ex-assessor de Temer. Ele é o segundo ex-funcionário de transportadora de valorres a dizer que fez entregas no endereço/

Gilmar Mendes manda soltar Paulo Preto, apontado como operador do PSDB. Ex-diretor da Dersa, estatal paulista responsável pelas rodovias, foi preso em 6 de abril/

Temer consultou militares sobre suspensão da intervenção no Rio/

Operação da PM na região central do Rio, tem um suspeito baleado/

Juíza decreta prisão de agressores em episódio do Instituto Lula/

Isolado, PT discute anunciar vice de candidatura de Lula. Partido vive dilema interno sobre anunciar um nome para ocupar espaço/

Ministro do TSE nega pedido do PT para mandar representante de Lula em entrevistas.

 

Manchete e destaques da hora do Estadão online: Petrobrás exige que funcionários informem dados de patrimônio e renda. Imposição antes feita apenas para chefes foi estendida a 62,7 mil empregados/

Órgãos do MPF defendem a revisão da Lei da Anistia após memorando da CIA/

Ministro da Segurança. Jungmann diz que texto da CIA não tira o ‘prestígio’ das Forças Armadas/

Juíza manda prender acusados de tentativa de homicídio de empresário/

Ex-diretor da Dersa. Gilmar manda soltar Paulo Vieira, apontado como operador do PSDB/

Vereadora assassinada. Polícia tenta acordo com ex-PM para informações sobre morte de Marielle/

Coluna do Estadão: Juiz suspende reajuste das tarifas de trens em MG/

Possível improbidade. Procuradoria vai continuar investigação sobre presentes de ex-presidentes/

‘Sabidamente inelegível’. Ministro do TSE questiona nome de ‘ficha-suja’ na urna.

 

Manchete e destaques da hora da Folha online: Após dois anos, Temer deixa de cumprir maioria das promessas. Em seu primeiro discurso como presidente, ao dar posse aos ministros, ele listou 19 propostas/

Governo faz aniversário como o mais impopular ao menos desde Collor/

Julianna Sofia: Temer completa dois anos no Planalto enfraquecido e impopular/

Painel: Ex-ministro {da Justiça, José Carlos Dias} reúne Comissão da Verdade para cobrar revisão da Lei da Anistia. Comissão Nacional da Verdade vê falta de cooperação dos americanos/

Cartórios e TJ resistem à duplicata eletrônica/

França quer medida contra sanções ao Irã/

França quer medida contra sanções ao Irã/

Após desabamento de prédio, crianças vivem rotina precária.

eleições 2018 · Política

Revistas em circulação: Veja radiografa o Supremo por dentro; Época expõe o marqueteiro de Temer; Carta Capital alerta sobre alcance do inquérito contra doleiros.

Sinopse das revistas (11.05.2018).

Revistas em circulação: Veja radiografa o Supremo por dentro; Época expõe o marqueteiro de Temer; Carta Capital alerta sobre alcance do inquérito contra doleiros.

Veja e Época já estão circulando, nesta sexta-feira,

*Veja*. *“O Supremo por dentro. Uma radiografia exemplar do tribunal que se tornou o epicentro do poder no país”*. Essa é a matéria de capa da revista, com foto asdfsd.

*Outras chamadas de capa*:

“Exclusivo. Roberto Caldas, presidente da corte de direitos humanos das Américas, é acusado de violência física e assédio sexual”.

*Destaques internos*:

“Crime. O presidente da Corte Interamericana de Direitos Humanos é acusado de agressão e assédio sexual”;

“_Política. Em meio a estilhaços das investigações, Geraldo Alckmin e Michel Temer dão os primeiros passos para uma aliança_”;

“Corrupção. Os doleiros e a promessa de escândalos ainda maiores que o da Lava-Jato”;

“_Polícia. A PF apura falha de segurança na vigilância do ex-presidente Lula_”;

“Especial. Os bastidores do funcionamento do STF”;

“_Estados Unidos. A saída do acordo nuclear com o Irã semeia incerteza_”;

“Argentina. Nova crise cambial leva o país ao FMI”;

“_Finanças. Wall Street estuda adotar o bitcoin_”;

 

*Época*. *”O palpiteiro de Temer. Elsinho Mouco, o marqueteiro que quer manter isso, viu?”. ”*. Essa é a matéria de capa da revista.

*Outras chamadas de capa*:

“Cachorros & Shakespeare. ”.

“_Um sem-terra quebra a banca_”.

“Tecla Saap ”.

*Destaques internos*:

“Editorial: A certeza da incerteza. A disputa pelo Palácio do Planalto ainda permanece em zona sombreada. É difícil prever como o pleito se desenrolará e terminará daqui a cinco meses”;

“_Doria RaGland. A futura sogra do príncipe inglês é negra, professora de ioga, usa dreadlocks e terá um papel relevante no casamento da filha, no dia 19_”;

“O marqueteiro. A vida e a obra de Elsinho Mouco, o grilo falante do governo Temer”;

“_Brian Winter: Brasil 2018: Eu desisto! Se está difícil para gente entender, imagina o sofrimento do gringo…_”;

“No meio do caminho tinha um advogado. Um solitário defensor da Comissão Pastoral da Terra enfrentou um império da advocacia e encheu de sem-terra uma fazenda do ex-banqueiro Daniel Dantas”;

“_Carlinhos, o guru do Joca. O ex-ministro do Supremo Ayres Britto foi um grande incentivador da candidatura de Joaquim Barbosa e um dos primeiros a perceber que ele não entraria na disputa do Planalto_”;

“Como caçar um doleiro. Na lista dos mais procurados da Interpol, Dario Messer é acusado de usar mais de 3 mil empresas de fachada em 52 países para lavar dinheiro de atividades ilegais”;

“_O Vale do Silício chinês. A história de Shenzhen, a vila de pescadores que se transformou em uma metrópole de 12,5 milhões de habitantes, com PIB igual ao da Irlanda e que lidera a inovação no país asiático_”.

“Cohn-Bendit, o legado de 1968 e o futebol. Dez anos atrás, ele resumia de modo preciso o principal equívoco: o protesto não foi, nem nunca quis ser, uma revolução. Foi tão somente uma revolta.”;

“_Panelas à vista. Dame lechugas! Macri aumenta juros para conter escalada do dólar, obsessão dos argentinos desde os anos 1970_”;

“Cães são Shakespearianos. ’É absurdo considerar que a mera presença de um mamífero num cômodo possa fazer uma pessoa se sentir melhor, mas é isso que faz’”.

 

*Carta Capital*. *“Endinheirados, tremei. A prisão de dezenas de doleiros deixa exposta a dita “elite” e suas hipocrisias. Mas fica a dúvida: os investigadores vão aliviar?”*. Essa é a matéria de capa da revista.

*Outras chamadas de capa*:

“Tributos. Movimento mobiliza mais de 40 especialistas por uma reforma capaz de reduzir as desigualdades e promover crescimento econômico”.

“_Maio de 60. Esse mês mudou o mundo, mas parece mais distantes de nós do que Marx, por mais que incomode Macron_”.

eleições 2018 · Política

Ex-secretário de Cabral é absolvido por Bretas; candidatos serão cobrados pelo agronegócio sobre segurança no campo; delação relaciona entrega de dinheiro a amigo de Temer

Crédito da foto: Alan Santos/Presidência da RepúblicaPORTAIS DE NOTÍCIAS:

Manchete e destaques da hora de O Globo online: Bretas absolve ex-secretário de Cabral em processo de obstrução de Justiça. Juiz diz que acusação não obteve provas suficientes contra Côrtes, que ainda é réu em outros duas ações, junto com o ex-governador/

Laudos da prefeitura de SP atestavam que prédio não tinha risco de desabar. Documentos foram emitidos entre 2016 e 2017; governo federal alegou ‘crise financeira’ para não fazer a desocupação do prédio. Bombeiros continuam buscas por cinco desaparecidos

Bandeira contra o comunismo é colocada no Morro do Corcovado. Assessoria do santuário do Cristo diz que objeto deverá ser retirado ainda neste sábado/

STF mandará a outras instâncias 29 ações ligadas à Odebrecht. Toffoli já enviou sete inquéritos para cortes inferiores após mudança no foro

Fernando Gabeira: Marolas e tsunami. Delação da Odebrecht castiga não só o PT, mas outros partidos, como PSDB e PMDB, e devasta a política na América do Sul

Merval Pereira: Defesa de Lula faz nova tentativa. Começou mais uma ação no STF para livrar ex-presidente da cadeia, mas é improvável que a Segunda Turma reveja decisão do plenário/

Ancelmo Gois: Justiça autoriza esteira elétrica na cela de Lula/

Presidente da Assembleia de MG demite aliados de Pimentel. Adalclever Lopes, do PMDB, exonerou todos os nomeados em cargos de confiança pela liderança do governo e pedido de impeachment pode voltar a caminhar/

Temer apela a militantes do PMDB por defesa de seu legado

Paulo Skaf é lançado pré-candidato ao governo paulista pelo partido. De olho em aliança, Alckmin marca encontro com o presidente Temer/

Tucano faz gesto de aproximação ao presidente da República 11

Duas pessoas ficam feridas em troca de tiros em Copacabana. Criminosos foram abordados no Flamengo e não obedeceram à ordem de parar o veículo, o que fez os policiais iniciarem uma perseguição/

Rocinha tem manhã de intenso tiroteio após ataque de bandidos. Disparos aconteceram após confronto com Batalhão de Choque

Protesto no Chile reivindica descriminalização da maconha. Congresso debate fim da proibição da cannabis para uso medicinal

Milhares fogem no Havaí após terremoto e novas erupções. Governador decreta estado de emergência e autoridades alertam para riscos; tremores causaram alterações no nível do mar

Cambridge Analytica é obrigada a entregar dados de eleitores dos EUA coletados na internet. Empresa guarda informações sobre mais de 240 milhões de pessoas

Mansão em Mangaratiba de Cabral poderá ser alugada. Leilão do imóvel foi suspenso pelo TRF-2.

 

Manchete e destaques da hora do Estadão online: Aumento da violência. Agronegócio cobra candidatos por maior segurança no campo. Tema entra pela primeira vez na agenda eleitoral do setor, que quer propostas/

Shoppings devem precisar de 4 anos para ocupar 12 mil lojas que estão vazias/

Agronegócio. Ruralistas devem se dividir entre os candidatos à Presidência da República/

Pré-candidato do PDT, Ciro Gomes tenta se aproximar de elite financeira. Político tenta mudar imagem de ‘explosivo’ e quer ser bem visto por liberais/

Após desabamento. Prefeitura ranqueia grau de risco para vistoriar prédios ocupados em SP/

Coluna do Estadão. Correios vão fechar 513 agências próprias e demitir 5,3 mil funcionários/

Adolescente é estuprada e queimada viva na Índia/

Corpo de montanhista francês é encontrado na Serra da Mantiqueira/

Investigação. PMs morrem após serem encontrados desacordados dentro de viatura no Rio/

Casa própria. Feirão da Caixa começa neste fim de semana/

Polícia arromba casas de doleiros foragidos no Paraguai/

Lavagem de dinheiro. Alexandre Accioly tinha conta em banco de doleiro.

 

Manchete e destaques da hora da Folha online: PM diz ter feito entrega em dinheiro a amigo de Temer. Em depoimento, Abel de Queiroz afirma ter ido ao menos duas vezes ao escritório do advogado José Yunes/

O que pensam os eleitores de Geraldo Alckmin. 11 moradores de São Paulo explicam voto no tucano em outubro/

Bolsonaro busca outras siglas para ter palanque nos estados/

Incêndio em SP teve grito, correria e portão trancado; veja relatos. Bombeiros localizaram um corpo e buscam cinco desaparecidos nos escombros do edifício, no centro da cidade/

Equipe concentra busca na parte de trás de prédio/

Moradores se submetem a cobrança coercitiva em SP/

DEMÉTRIO MAGNOLI: Incêndio é de Haddad e Doria. Entenda o que já se sabe e as dúvidas sobre o caso/

Protestos contra Putin terminam com 1.600 presos na Rússia. Entre detidos está o líder oposicionista Alexei Navalni, que não tinha autorização para fazer o comício/

Brasileiro pede para ficar sob proteção policial na Ucrânia/

Alckmin e Temer ensaiam aproximação e irritam DEM/

PSDB já deu o que tinha que dar em SP, afirma Skaf/

‘Supremo falha como todas as instituições’, diz Barroso/

Entidades de juízes e do Ministério Público reagem às críticas de Gilmar.

 

Manchete e destaques da hora do Valor Econômico online: Geraldo Alckmin e Michel Temer ensaiam aproximação e irritam aliados do DEM/

Ciro: Chance de ter PT na vice é quase zero/

Não sou candidato a nada, diz Haddad após palestra sobre Marx/

Em Londres, Dilma diz que o PT não vai tirar Lula das eleições de 2018/

Trabalhamos para evitar crise, afirma ministro da Fazenda argentino. ‘Tentação é segurar câmbio além do possível’/

Argentina eleva juros a 40% para proteger peso/

Crise argentina deve afetar vendas do Brasil/

Medidas devem reduzir volatilidade, diz Moody’s/

Berkshire não precisa de cortes de gastos da 3G, afirma Buffett. Conglomerado de Buefftt perde US$ 1,1 bi no 1º tri/

EUA exigem que a China reduza déficit comercial em US$ 200 bi.

Justiça · Política

Carta Capital critica excessos de Moro e Isto É expõe investigações contra Temer

Carta Capital critica excessos de Moro e Isto É expõe investigações contra Temer

Edição: Sérgio Botêlho

As revistas Carta Capital e Isto É, em circulação, trazem, respectivamente, Moro e Temer em suas capas, ambas, em matérias de cunho crítico.

A Carta critica o juiz paranaense por excessos (Maior que ele, só Deus) e a Isto É expõe as investigações em curso sobre o atual presidente (O inferno astral de Temer).

 

*Carta Capital*. *“Maior que ele, só Deus. Com uma decisão a respeito de Lula e outra sobre uma extradição de Portugal, Sergio Moro revela que a Justiça tem uma última instância acima do Supremo”*. Essa é a matéria de capa da revista.

*Outras chamadas de capa*:

“Não culpem as vítimas. A tragédia no Largo do Paissandu, em São Paulo, é fruto do histórico descaso do poder público com as famílias sem teto”.

“_Juros. O BC falha na redução das taxas, a Febraban desconversa e Skaf arma mais um lance de marketing_”.

*Destaques internos*:

“Estudo detalha origem oligárquica de Moro, Dallagnol e Santos Lima. Segundo pesquisa da UFPR, ‘nepotismo e familismo explicam atraso, falta de justiça e desigualdades’ no Paraná”;

“_Homens e mulheres no campo: dignidade em harmonia com a natureza. A transformação de que o campo necessita para dar vida digna a trabalhadores ou pequenos proprietários é essencialmente capitalista_”;

“De bunker de espiões a refúgio de sem-teto. Cooperativa de ativistas em Berlim salva da especulação imobiliária a ex-sede da Stasi, a polícia secreta alemã-oriental”;

“_A gente não se vê na Globo. A emissora da família Marinho chancela o golpe iniciado com a deposição de Dilma Rousseff_”;

“Conceição Evaristo: “A invisibilização paira sobre o sujeito negro”. Uma das convidadas da Flip, a autora atribui suas publicações tardias ao racismo institucional que se reflete na literatura”;

 

*Isto É*. *“O inferno astral de Temer. Com familiares investigados por lavagem de dinheiro e cada vez mais dedicado a salvar a própria pele, o presidente perde sustentação política e assiste impassível à paralisia do governo”*. Essa é a matéria de capa da revista.

*Outras chamadas de capa*:

“Ocupações criminosas. As máfias que exploram os sem-teto e o risco de novas tragédias em prédios invadidos”.

“_A volta dos Collor. Ex-presidente quer perpetuar clã político e reavivar um pesadelo que parecia ter ficado para trás_”.

*Destaques internos*:

“Editorial. O calvário de um presidente. Michel Temer vive dias de provação. Pela primeira vez, a família de um presidente em pleno exercício do cargo é arrolada a depor, prestar explicações, por supostos casos de corrupção. Uma investigação da Polícia Federal dá conta de lavagem de recursos via reformas nas casas tanto da filha como da sogra em troca de um decreto de portos – que acabou por não existir, diga-se de passagem”;

“_Entrevista. Paulo Coelho, escritor. “Não vejo candidato que coloque o Brasil nos eixos_”;

“Voando com dinheiro público. Em vez de se dedicarem a votar projetos de interesse do País, 184 deputados viajam mundo afora para visitar cassinos e assistir a shows”;

“_Descaso, desespero e oportunismo. Tragédia em prédio no centro de São Paulo expõe a situação precária de milhares de pessoas sem moradia, atesta fracasso do poder público na proteção dos cidadãos e revela o submundo das máfias que fazem das ocupações um negócio lucrativo_”;

“Foro menos privilegiado. Ao afetar deputados e senadores, restrição da prerrogativa pelo STF representa o primeiro passo para o fim do privilégio. Mas a jornada ainda será longa para a eliminação total da benesse às autoridades”;

“_A volta dos Collor. Na tentativa de manter o clã dos Collor de Mello no poder, o ex-presidente se apresenta como candidato ao Planalto numa iniciativa tão estapafúrdia quanto infrutífera e lança um filho fora do casamento como seu sucessor_”.

Política

Revistas de final de semana: Veja sai em busca da vida de Lula na prisão. Época perscruta como pensam os jovens sobre a disputa presidencial

Enquanto a Veja perscruta a vida de Lula na prisão, Época faz enquete com jovens para saber de suas opções de candidaturas presidenciais.

Sobre as eleições 2018, Dora Kramer diz na Veja que os políticos não conseguem estabelecer diálogo com o eleitor. Em Veja, ainda, nova denúncia contra o ex-presidente Lula; revista também revela detalhes de investigações contra Temer.

Em Época, homenagem ao herói que salvara vidas no prédio que caiu em São Paulo, e que terminou morrendo. Na revista, ainda, matéria que analisa o definhamento institucional do Ministério da Justiça.

Sinopse das revistas Veja e Época:

Veja. “A vida de Lula na prisão. Veja teve acesso à ala restrita onde está o ex-presidente e revela os bastidores dos seus primeiros trinta dias de cárcere. ”. Essa é a matéria de capa da revista.

Destaques internos:

“A vida no cárcere. VEJA teve acesso à ala restrita do prédio onde Lula se encontra preso e revela os detalhes dos primeiros trinta dias de cadeia do ex-presidente”;

Dora Kramer. Perdidos e sem espaço. Políticos não acharam o caminho do diálogo com o eleitor”;

“Um negócio da China. Ops, na verdade é de Angola. A nova denúncia da Procuradoria-Geral da República reforça o papel de Lula no comando do propinoduto petista”;

Tique, taque. O ex-governador {Eduardo Azeredo} tenta último recurso, mas já admite sua aflição diante da perspectiva de prisão”;

“Presidente non grato. Investigação da PF afeta planos de alianças eleitorais e avança sobre familiares de Temer, vaiado ao tentar “solidarizar-se” com vítimas de tragédia em SP”;

Ainda não acabou. STF restringe o foro privilegiado para deputados federais e senadores, mas, para não perder o hábito das discussões intermináveis, nem tudo está resolvido”;

“Silêncio cúmplice. Outro atentado mostra que a violência partidária está ganhando terreno, enquanto políticos e autoridades obedecem a um mutismo condenável”;

Não ouvem, nem gritando. Jaques Wagner é espinafrado por petistas por sugerir duas verdades: que, como candidato, Lula está morto, e que, sem fechar alianças, seu partido naufraga”;

“Ritmo mais lento. O crescimento fica aquém das estimativas, e as consultorias começam a revisar para baixo as perspectivas para 2018”;

Escravos no século XXI. Mais de 160 000 brasileiros trabalhem em condições deploráveis — e o Brasil, que já foi exemplo mundial de combate a essa chaga, está ficando cada vez pior”.

 

Época. ”Meu primeiro voto. Treze jovens e seus treze candidatos à Presidência”. ”. Essa é a matéria de capa da revista.

Outras chamadas de capa:

“Um corpo que cai. ”.

“Pitonisas eleitorais”.

“As lições de maio de 1968”.

Destaques internos:

“Editorial: O novo sempre vem. A renovação da política depende da juventude. O voto jovem deve ser o início da reconstrução tão necessária para o Brasil”;

Personagem da semana. Tatuagem. Fragmentos da vida e últimos momentos do homem que salvou moradores do edifício em chamas, entre eles quatro crianças, e que morreu quando era resgatado pelos bombeiros”;

“Juventude engajada. Como você vota, jovem? Eleitores estreantes explicam suas escolhas para a próxima eleição presidencial”;

Romance da crise. “A tirania do amor” é, para mim, exemplo perfeito de livro “sintomático”, expressão literária de uma direita que, no Brasil de 2018, se pretende esclarecida”;

“Fim de governo. O Ministério que sumiu. Criado no Império por Dom Pedro I, o Ministério da Justiça, esvaziado pela criação do Ministério da Segurança Pública, vive o momento de menor prestígio político de sua longa história”;

O suplício da recuperação. Parafraseando Mario Henrique Simonsen, a inflação aleija, mas o desemprego mata”;

“Sinais do além. Meninos, eu vi. Apadrinhada por médiuns, sensitivos e paranormais, a campanha do senador Alvaro Dias à Presidência virou uma dor de cabeça para o tucano Geraldo Alckmin”;

Uma receita para curar a miopia democrática. A principal causa é a dificuldade das democracias liberais para entregar o mesmo patamar de crescimento econômico do passado”.

Justiça · Política

Foro privilegiado: todas as atenções para o Supremo

Sérgio Botêlho

Todas as atenções do dia estarão voltadas para o final do julgamento, no Supremo Tribunal Federal, da ação que deve por limites ao foro privilegiado para deputados e senadores.
Pelas regras vigentes, parlamentares com mandato, e outras milhares de autoridades, no país, somente podem ser julgados pelos crimes que cometer no Supremo Tribunal Federal ou no Superior Tribunal de Justiça.
Pelo andar da carruagem – já votaram 10 dos 11 ministros, por mudança nesse entendimento – o foro privilegiado a parlamentares somente passa a valer para supostos crimes cometidos durante o mandato, e em razão dele (o mandato).
Há algumas divergências sobre o alcance real, ainda, dessa limitação, coisa que somente será dirimida na sessão de hoje à tarde, após o voto do ministro Gilmar Mendes e a proclamação do resultado.
Há quem veja um grande avanço na decisão dos ministros. Há também os que percebem o interesse de alguns parlamentares em que suas ações retornem às instâncias inferiores da Justiça.
Há, também, os que advogam a extensão do fim do foro privilegiado ao conjunto dos beneficiados, pelas regras de hoje, que inclui governadores e membros do Judiciário e do Ministério Público.
O primeiro passo é aguardar a decisão que efetivamente os ministros vão tomar. Essa decisão vai balizar os debates, daqui para a frente, de um projeto de lei, com o mesmo tema, em tramitação no Congresso Nacional.
Só que a matéria que tramita no parlamento estende o fim do foro privilegiado a todos os que dele se beneficiam, hoje. Portanto, é esperar, mesmo, a decisão do Supremo e como ficará o humor dos parlamentares, ora em diante.

Política

Incêndio provoca tragédia em São Paulo; Dodge denuncia petistas; centrais sindicais unificam comemorações do Dia do Trabalho. Esses são os destaques dos portais de notícias.

Incêndio provoca tragédia em São Paulo; Dodge denuncia petistas; centrais sindicais unificam comemorações do Dia do Trabalho. Esses são os destaques dos portais de notícias.

PORTAIS DE NOTÍCIAS:

Manchete e destaques da hora de O Globo online: Incêndio de grandes proporções atinge dois prédios no Centro de São Paulo. Parte de um dos edifícios desabou. Ainda não há informações sobre feridos/

PGR denuncia Lula, Gleisi e mais quatro por corrupção e lavagem de dinheiro. Odebrecht teria oferecido US$ 40 milhões a ex-presidente em 2010, em troca de decisões que beneficiassem a empresa/

PF envia delação de Palocci para homologação/

Moro pede esclarecimentos sobre ganhos da empresa de Lula. Ex-presidente pediu liberação de recursos bloqueados para gastos com defesa/

Lava-Jato negocia acordo com operador do PT na Petrobras/

Lauro Jardim: Andrade Gutierrez não honra pagamento de títulos/

Pezão contesta cassação e avisa que não é fantasma: ‘Estou vivo’. Ele afirma que a condenação imposta pelo TRE do Rio foi ilegal/

Onda de violência deixa 10 mortos em Belém após execução de PM/

Polícia apreende 71 quilos de explosivos após perseguição a lancha na Bahia. Bandidos jogaram marinheiro no mar

Economia. Dólar sobe mais de 6% no mês e fecha a R$ 3,50

Governo federal reajusta Bolsa Família em 5,67%. Esse é o segundo aumento do programa na gestão do presidente Temer/

Em pronunciamento, Temer pede a desempregados que não percam a esperança/

Centrais farão, pela 1ª vez, ato único para o Dia do Trabalho/

Ministro do STJ retira das mãos de Moro processo de extradição de alvo da Lava-Jato. Sérgio Kukina estabeleceu a competência para o caso, resolvendo o conflito entre Moro e TRF-1/

Acusado em caso envolvendo a Odebrecht, ex-presidente Humala é libertado no Peru.

 

Manchete e destaques da hora do Estadão online: Largo do Paissandu. Prédio desaba em incêndio no centro de São Paulo. Uma pessoa morreu enquanto era resgatada; Corpo de Bombeiros realiza busca de vítimas nos escombros/

Reforma trabalhista encolhe festa de centrais no Dia do Trabalho. Sem a contribuição sindical obrigatória, comemorações têm menos atrações

Grande Belém registra 20 mortes após assassinato de policial militar/

PGR denuncia Lula, Gleisi e Palocci por propinas envolvendo a Odebrecht/

PF envia delação de Palocci ao TRF-4, em Porto Alegre/

Diego Hypolito revela ter sofrido assédios de cunho sexual na infância/

EUA fecham acordo preliminar com o Brasil sobre sobretaxa de aço.

 

Manchete e destaques da hora da Folha online:

Prédio desaba durante incêndio no largo do Paissandu, centro de SP. Uma morte durante tentativa de resgate foi confirmada e ainda existe a possibilidade de mais vítimas fatais/

Dia do Trabalho. Com 3.000 alterações em 75 anos, CLT tem regras obsoletas. Demissão por justa causa por embriaguez e regras para a profissão de datilógrafo estão na lei/

Tecnologia pode provocar saída de multinacionais do Brasil/

Imposto de Renda. Quem deixou de entregar declaração terá de pagar multa. Prazo se encerrou às 23h59 desta segunda (30); valor mínimo é de de R$ 165,74/

Governo Temer. Projetos do governo emperram na Câmara dos deputados. Intervenção no Rio, prisão de Lula e troca de partidos também viram obstáculos/

Painel: MPE negocia com empreiteiras para apurar desvios em SP. Empresas são acusadas de cartel em obras estaduais como a construção do Rodoanel.