eleições 2018

MDB: indecisão em candidatura preocupa sigla

Sérgio Botêlho

MDB vive, no momento, um drama que se não resolvido rapidamente provocará sérios danos ao desempenho do partido, nas eleições de outubro. Falo da indecisão entre manter a candidatura Temer ou empinar de vez a candidatura Meirelles.

O problema maior é o tempo. Enquanto os demais partidos que buscam a Presidência da República surfam na onda das pré-candidaturas, inclusive, alinhavando possíveis acordos, o MDB velho de guerra patina na indefinição.

A impaciência começa a tomar conta das principais lideranças da legenda, embora haja uma boa quantidade de diretórios que não deseja que o MDB tenha candidato presidencial, a fim de facilitar a vida eleitoral dessas seções peemedebistas, na aldeia.

Porém, a maioria dos diretórios do partido quer candidato próprio, mas, até agora, não apareceu nenhum que defenda a candidatura do presidente Temer à sua própria vaga nas eleições de outubro.

Embora, por enquanto, não passe de um traço nas pesquisas de opinião pública a performance do ex-ministro da Economia, de Temer, e ex-presidente do Banco Central, de Lula, seus aliados entendem que ele teria elevada chance de crescer.

Os emedebistas favoráveis à candidatura Meirelles, se entusiasmam com ele assumindo o espaço do centro, inclusive, atraindo franjas sociais que votam em Lula e outros nichos mais radicalizados, à direita, que se alinham a Bolsonaro. Quem sabe, imaginam, tornando Meirelles o candidato da unidade nacional.

O sonho do MDB é ver Temer desistindo o quanto antes de sua candidatura, quem sabe, nesta terça-feira, 22, abrindo caminho para que Meirelles passe a ser, enfim, pré-candidato único do partido, inaugurando a temporada emedebista de campanha e de conversas sobre alianças.

Mas, há quem considere que Temer não desistirá, hoje, de sua candidatura, e, assim, continue alimentando o desejo de reeleição, impedindo que a sigla avance no processo de construção de sua candidatura própria, o quanto antes.

Somente no final do dia a gente vai saber.

 

 

eleições 2018 · Violência

Investigadores e policiais são presos por contrabando; há um arquiteto e um policial civil entre presos por pornografia infantil

Investigadores e policiais são presos por contrabando; há um arquiteto e um policial civil entre presos por pornografia infantil

Sinopse MS

Edição: Sérgio Botêlho

Manchete e submanchetes do portal do Correio do Estado.

Operação nacional. Entre presos por pornografia infantil há arquiteto e policial civil

TRANSPORTES. Prefeitura realiza sorteio de vagas em concorrência de táxi e mototáxi. Neste sábado serão oferecidas 183 vagas de táxi, enquanto para mototáxi serão 141/

DOURADOS. Governo libera R$ 32 mi para reforma de aeroporto no interior. Pista em Dourados tem limitação para dias de chuva/

EM PONTA PORÃ. Comerciante de carros usados é executado com sete tiros. Motivações do crime são investigadas; arma foi localizada/

‘QUADRILHA DE FARDA. ‘Corregedoria inicia processo para avaliar expulsão de PMs/

Justiça.TRF4 nega último recurso e autoriza prisão de José Dirceu/

OPORTUNIDADE. Imasul abre seleção para contratação temporária, com salário de até R$ 2,6 mil/

Número de homicídios no Brasil é 5 vezes maior que a média mundial/

Anúncio oficial. Brasil não poderá exportar pescados para a União Europeia/

EM PONTA PORÃ. Paulista vestido de padre é preso tentando traficar/

Segurança pública. Secretário pretende armar até guardas das escolas/

BALANÇO CEASA. Compilação produzida pela Conab apresenta dados de comercialização. Região Sudeste continua liderança, responsável por 55% da produção/

‘QUADRILHA DE FARDA. ‘Corregedoria inicia processo para avaliar expulsão de PMs presos. Segundo comandante-geral, não há prazo para conclusão dos processos/

FUNDO ESPECIAL. Emendas parlamentares somam R$ 1,78 milhão em repasses para saúde. Rio Brilhante, Sidrolândia e Campo Grande concentraram valores.

Manchete e submanchetes do jornal Correio do Estado

Capa

Policiais civis também atuavam em contrabando. Corrupção. Os 21 policiais militares presos anteontem não são os únicos agentes públicos envolvidos na facilitação de contrabando de cigarros paraguaios. Integrantes da Polícia Civil também atuavam no esquema, confirmou a Secretaria de Justiça e Segurança Pública/

Investigadores são alvo de operação contra pornografia infantil. Em Mato Grosso do Sul, sete pessoas (foto) foram presas como parte de operação nacional de combate à pornografia infantil na internet. Pelo menos dois dos suspeitos (um deles preso) são policiais civis. Em todo o Brasil, são 132 envolvidos/

Na prisão. Lula perde regalias que tinha por ser ex-presidente/

Crédito. Empresas terão R$ 10 bilhões com Cadastro Positivo/

Caiu para 8,4%. Pesquisa aponta redução do desemprego em MS/

Campo Grande. Câmara aprova eleições diretas para diretor no município/

Odilon só aceita alianças com “boas intenções”/

No estado. Seca deve elevar preço do leite em 7,43%/

Águas quer reajuste. Sem poder cobrar a tarifa mínima de água (foto) e esgoto, a Águas Guariroba insiste no reajuste para a prestação dos dois serviços. a concessionária já recorreu ao Superior Tribunal de Justiça (STJ) para tentar reverter decisão sobre extinção da cobrança mínima/

Massa de ar frio chega ao Estado neste fim de semana.

Página 3 – Política

Eleições 2018. Odilon diz que só aceita DEM se aliança for com boas intenções. Juiz federal esteve em Dourados para receber a visita do candidato à Presidência Álvaro Dias. Agenda presidenciável. Odilon esteve em Dourados para receber o senador e pré-candidato à Presidência da República Álvaro Dias (Podemos). O partido declara apoio ao juiz, porém, Odilon foi categórico ao dizer que mantém o apoio ao pré-candidato do seu partido, Ciro Gomes/

Le Monde. Jornal francês publica manifestos por liberdade e candidatura de Lula. Hollande, ex-presidente da frança, foi um dos defensores do petista.

Manchete e submanchetes do portal MidiaMax. Policial, engenheiro e arquiteto estão entre presos em MS por suspeita de pedofilia. Suspeitos devem permanecer presos/

Lá vem frio: fim de semana em MS terá chuvas no sábado e mínima de 5°C no domingo. Frente fria chega nesta sexta-feira e as temperaturas caem acentuadamente no domingo/

Jovem encontrada decapitada foi ameaçada por traficante de drogas, aponta investigação. Joice foi encontrada decapitada e com as mãos amarradas para trás/

Engenheiro diz que baixava pornôs enquanto dormia e ‘não sabia que tinham crianças’. Foi decretada prisão preventiva dele/

Imasul abre processo seletivo para analista e técnico com salário de até R$ 2,6 mil/

Com três mortes confirmadas em uma semana, vítimas da gripe chegam a 10 em MS/

Suspeito de ligação com o Estado Islâmico será transferido para presídio de MS.

Manchete e submanchetes do portal Campo Grande News

“Luz da Infância 2”. Operação contra pedofilia prende 7 e recolhe vasto material em MS/

Ponta Porã-Pedro Juan. Carne contrabandeada que entrou por MS provoca crise no Paraguai/

“É PM prendendo PM”. Comandante admite dificuldade para substituir praças presos em operação/

Educação. Após polêmica, Câmara aprova eleição para diretores de escolas e Ceinfs.

eleições 2018

Delação da JBS e o governo Temer; investigações sobre doleiro foragido; drama das vítimas do incêndio de São Paulo

Delação da JBS e o governo Temer; investigações sobre doleiro foragido; drama das vítimas do incêndio de São Paulo

PORTAIS DE NOTÍCIAS:

Manchete e destaques da hora de O Globo online: Um ano após delação da JBS, governo trava luta pela sobrevivência. Corrupção exposta por empresário mudou agenda de Temer, que se viu obrigado a gastar seu capital político para barrar série de denúncias 0

‘Temer achava que era imune a qualquer investigação’, diz Janot. Para ex-procurador-geral da República, omissões não contaminam provas contra o presidente Temer/

Os planos políticos frustrados, a estratégia de defesa e a investida contra os acusadores. Como a delação da J&F reescreveu os planos de Temer e Aécio/

Artigo: Governo Temer acabou em 17 de maio de 2017. Presidente virou um político que usaria todos os meios junto ao Congresso para não cair/

Furacão Joesley: Doze frases sobre a delação que mudou a agenda do governo Temer. Cronologia relembra principais fatos da colaboração do empresário/

Míriam Leitão: Manutenção dos juros surpreende, mas faz sentido. Cenário externo mudou totalmente desde o último encontro, antecipando o encerramento do ciclo de relaxamento monetário.

Bolsonaro promete fuzis, e Alckmin, tratores a agricultores. Pré-candidatos visitaram feira do Programa de Assentamento do DF.

Manchete e destaques da hora do Estadão online: Doleiro foragido. Lava Jato do Rio investiga 429 clientes do banco de Dario Messer/

Ex-presidente. Lula pede que Fachin não envie a Moro trechos de delação da J&F/

Investigação contra Lula. Caixa 2 da Odebrecht financiou reforma do sítio de Atibaia, diz PF/

Moradia. Temer anuncia ampliação do Minha Casa Minha Vida em 50 mil unidades/

Projeto. Senado aprova criação do Sistema Único de Segurança, que vai a sanção/

Militar. ‘Falta uma Lava Jato do crime organizado’, diz general/

Durante mandato. Procurador admite que não pode indiciar Trump por ingerência russa.

Manchete e destaques da hora da Folha online: Vítimas de incêndio em SP vivem impasse diante de ritmo lento da Promotoria. Promotor atribuiu a Conselho Tutelar avaliação de riscos a crianças sem banheiro em acampamento no Paissandu/

Seis suspeitos de tentarem atacar um caixa eletronico foram mortos na madrugada desta sexta-feira (5) apos troca de tiros com policiais militares das Rondas Ostensivas Tobias de Aguiar (Rota), na avenida Elisio Teixeira Leita, na regiao de Parada de Taipas, na Zona Norte de Sao Paulo. De acordo com a PM, os homens haviam invadido um supermercado para furtar o equipamento quando foram flagrados pelos policiais/

Polícia mata mais homens, negros e jovens em São Paulo. Para autora de estudo, letalidade policial no estado é vista como prevenção e incentivada pela cultura de ‘fazer justiça’/

Caso JBS faz um ano e mostra que alguns crimes compensam. Revelada há um ano, delação rendeu até agora 91 investigações/

Depoimento de Marcelo implica a atual cúpula da Odebrecht. Herdeiro disse que vice-presidentes e diretor sabem de propina para aprovação de Refis

Dólar e as taxas de juros não explicam lerdeza da economia/

Real é única moeda dos Brics a cair ante dólar na quarta-feira.

Crowdfunding · eleições 2018

Vaquinha eleitoral-virtual

Crédito da foto: CanvaDesde ontem, 15, que os candidatos foram autorizados a recorrer aos eleitores, por meio da Internet, para conseguir recursos destinados à campanha de cada um. A arrecadação é feita por meio de empresas dedicadas a esse tipo de procedimento, chamadas crowdfunding.

Para o caso das eleições, a arrecadação de fundos para candidaturas está sendo chamada de “vaquinha virtual” ou “vaquinha eleitoral”.

As empresas, que já faziam esse tipo de coleta de recursos pela Internet, mais precisamente a artistas, escritores e promotores de eventos em geral, estão tendo que se credenciar junto ao Tribunal Superior Eleitoral para que possam servir aos candidatos.

Agora, tem alguns detalhes. O primeiro é que esse dinheiro que está sendo arrecadado, agora, desde ontem, somente poderá ser utilizado pelos candidatos a partir de 15 de agosto, quando começa a campanha oficialmente. Até lá, os recursos não são liberados.

Outro detalhe. E se a pré-candidatura acabar não sendo confirmada, todo o dinheiro que foi arrecadado deve ser devolvido aos colaboradores.

O procedimento, além de arrecadar dinheiro, serve para os candidatos medirem o grau de envolvimento dos eleitores com suas campanhas, sendo, também, um momento importante para a divulgação das candidaturas. É assim, também, que está sendo vista a “vaquinha eleitoral-virtual” que começou, ontem.

Sérgio Botêlho

eleições 2018

Vida difícil para o PSDB

Crédito da foto: Marcelo Camargo, Agência BrasilPrimeiro foi o presidente da Câmara dos Deputados, Rodrigo Maia, quem resolveu anunciar o fim de um casamento com os tucanos que foi firmado em 1994, e que, segundo o líder do DEM, está desgastado e chegando ao fim.

Na sequência, o PP fez questão de anunciar que está com Maia para o que der e vier e que qualquer posicionamento do partido tem de envolver o presidente da Câmara nas negociações. Sem isso, o PP estará fora dessa costura.

Em meio a tudo isso, o ex-ministro da Educação, deputado Mendonça Filho ensaiou movimento na direção do PSDB, pretensamente disposto a ser vice de Alckmin. O presidente nacional da sigla, ACM Neto estrilou.

Agora, foi a vez do presidente Michel Temer que, em entrevista ao jornalista Gerson Camarotti desabafou contra os tucanos, atribuindo aos peessedebistas a divulgação de matérias que dão conta de que ele, Temer, ainda procurando Alckmin para aliança presidencial.

Temer se revelou “indignado”: “Essa gente está atrás de mim com ânsia. E fica parecendo que sou que estou atrás de Geraldo Alckmin de forma insistente, abanando o rabo”, protestou o presidente.

Pelo que se vai percebendo, está difícil a costura do PSDB para constituir a candidatura de Alckmin numa postulação unificadora do centro, no rumo das eleições presidenciais. Há outros interesses divergentes, e fortes, nessa mesma direção.

(SB)

eleições 2018 · Política

Nova pesquisa CNT-MDA inspeciona o quadro eleitoral

Sérgio Botêlho

Nesta segunda-feira, 14, a Confederação Nacional dos Transportes, pela MDA Pesquisa, divulga pesquisa de opinião pública sobre a disputa presidencial, no país, levando em conta a lista de pré-candidatos.

Será a primeira pesquisa CNT-MDA após a desistência do ex-ministro Joaquim Barbosa e a prisão do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva. Este último aparece em um dos questionários da nova pesquisa, que teve a apuração encerrada neste domingo, 13.

As pesquisas CNT-MDA também costumam apresentar números sobre o desempenho do governo e das expectativas da população sobre saúde, emprego, educação, segurança pública e renda mensal.

Também nesta semana, mais precisamente, na próxima quarta-feira, 16, o Comitê de Política Monetária (Copom), do Banco Central, divulga nova decisão sobre a taxa de juros Selic. Pela avaliação do mercado, haverá um novo corte de 0,25%.

Na Câmara dos Deputados, destaque para a continuidade da votação do projeto que institui a obrigatoriedade do Castro Positivo, que já existe, mas, é optativo. O projeto carrega um certo peso de impopularidade.

O cadastro positivo inclui todo o histórico de pagamentos (em dia ou não), do cidadão, que será analisada na proposta de crédito. Os crediaristas e bancos em geral prometem melhores condições de crédito, de acordo com o histórico do consumidor.

Os parlamentares já aprovaram, semana passada, o texto-base da proposta, sendo que, a partir desta terça-feira, 15, eles estarão votando os destaques apresentados na votação anterior.

No Senado Federal, a pauta está trancada por Medida Provisória que perde a validade até o próximo domingo, 20. De acordo com a MP, investimentos em pesquisas feitos por empresas de tecnologia da informação e de comunicação serão retribuídos com incentivo fiscal.

Em suma, são esses os principais temas da política e da economia nacionais para esta semana. Alguns, como é o caso da pesquisa CNT-MDA, com possibilidade de influir no andamento das conversas entre partidos e candidatos no rumo das eleições de outubro próximo.

Economia · eleições 2018 · Violência

Trânsito em São Paulo tem acréscimo de mortes; Rotina de violência contra a mulher complica a vida do juiz da Corte de Direitos Humanos; Zona Franca de Manaus sofre denúncias

Trânsito em São Paulo tem acréscimo de mortes; Rotina de violência contra a mulher complica a vida do juiz da Corte de Direitos Humanos; Zona Franca de Manaus sofre denúncias

PORTAIS DE NOTÍCIAS:

Manchete e destaques da hora de O Globo online: Áudios revelam agressões de juiz da Corte de Direitos Humanos à ex-mulher. Material obtido pelo GLOBO indica uma rotina de violência de Roberto Caldas contra Michella Marys/

‘Ai! Credo, doeu!’, diz ex-mulher de juiz ao ser agredida e xingada de ‘cachorra mentirosa’. Gravações foram feitas pela própria Michella Marys/

Roberto Caldas deixa Corte Interamericana após ser acusado de agressão pela ex-mulher. Segundo seu advogado, agressões foram das duas partes/

Moro manda Polícia Federal abrir inquérito contra Beto Richa. Caso estava no STJ. PF tem 30 dias para concluir investigações com base em delações da Odebrecht sobre o ex-governador/

Apontado como operador de propinas do PSDB em SP, Paulo Preto deixa prisão. Ex-diretor da Dersa saiu da penitenciária de Tremembé após decisão do ministro Gilmar Mendes/

Fora da disputa, Bernardinho apresenta pré-candidatos. Técnico diz que estado chegou ‘ao fundo do poço’/

Marina diz que buscará votos de eleitores de Lula e Barbosa. Pré-candidata da Rede à Presidência defende mudanças e diz que PT, PSDB e PMDB ‘já tiveram suas chances’/

Em evento do Novo, ex-presidente do BC defende privatizar Petrobras. Gustavo Franco afirmou que não basta à estatal mudar práticas internas/

Meirelles vai usar Lula em sua pré-campanha à Presidência. Ex-ministro veiculará vídeos em que é elogiado pelo ex-presidente petista, em cujo governo foi presidente do BC nos dois mandatos/

 

Manchete e destaques da hora do Estadão online: Mais de 41 mil vítimas. Após cinco anos em queda, mortes no trânsito têm alta de 23% em 2017. De cada quatro acidentes no País, três envolvem motocicletas, aponta o DPVAT/

Temer deixa de cumprir promessas de programa/

BR18: Bolsonaro não voa mais abaixo do radar. Isso acabou. Sua desastrada fala comparando autorização para execuções na ditadura com tapa no bumbum de uma criança mostra que cada derrapada, a partir de agora, poderá ter alto custo nas suas pretensões eleitorais/

Mãe PM reage a assalto na porta de escola e ladrão morre/

Advogado de Brasília. ‘Vou pegar uma faca e vou te matar’, disse Roberto Caldas, segundo ex-mulher/

Ex-governador do PR. Moro manda abrir inquérito contra Beto Richa/

Rio de Janeiro. Arma utilizada para matar Marielle e Anderson foi uma submetralhadora/

Paris. Autoridades francesas identificam autor de ataque reivindicado pelo EI/

Crise. Colapso econômico volta a assombrar os argentinos.

 

Manchete e destaques da hora da Folha online: Zona Franca dá incentivo a beneficiário do Bolsa Família. Outro lado: 1,3 milhão de notas fiscais não foram checadas e só há 5 agentes para cargas/

Tragédia dos sem-teto. Centro de SP é repovoado aos poucos, mas patina em ações de revitalização. Resolver habitação social é chave para a área, dizem urbanistas/

Odebrecht abastecia setor de propinas com caixa dois de venda de imóveis. Empresa aceitava pagamento sem registro/

Elio Gaspari: A CIA achou que Geisel dominaria a ‘tigrada’. O general sabia que havia uma matança, autorizou que continuasse e os americanos acharam que ele a controlaria/

Janio de Freitas: Teor do documento da CIA não muda só os papéis alardeados dos ditadores/

Palanque fashion começa a agitar bastidor eleitoral. Sem Lula, esquerda revela racha também em guarda-roupa; influenciada por jovens, direita aposta em ‘visual top’/

Vinicius Torres: Para políticos do centrão, Alckmin é opção de última instância/

‘Fake News’ entra no currículo para testar senso crítico de vestibulandos. Escolas ajudam alunos a desenvolver capacidade crítica e avaliar notícias.

 

 

 

eleições 2018 · Política

Revistas em circulação: Veja radiografa o Supremo por dentro; Época expõe o marqueteiro de Temer; Carta Capital alerta sobre alcance do inquérito contra doleiros.

Sinopse das revistas (11.05.2018).

Revistas em circulação: Veja radiografa o Supremo por dentro; Época expõe o marqueteiro de Temer; Carta Capital alerta sobre alcance do inquérito contra doleiros.

Veja e Época já estão circulando, nesta sexta-feira,

*Veja*. *“O Supremo por dentro. Uma radiografia exemplar do tribunal que se tornou o epicentro do poder no país”*. Essa é a matéria de capa da revista, com foto asdfsd.

*Outras chamadas de capa*:

“Exclusivo. Roberto Caldas, presidente da corte de direitos humanos das Américas, é acusado de violência física e assédio sexual”.

*Destaques internos*:

“Crime. O presidente da Corte Interamericana de Direitos Humanos é acusado de agressão e assédio sexual”;

“_Política. Em meio a estilhaços das investigações, Geraldo Alckmin e Michel Temer dão os primeiros passos para uma aliança_”;

“Corrupção. Os doleiros e a promessa de escândalos ainda maiores que o da Lava-Jato”;

“_Polícia. A PF apura falha de segurança na vigilância do ex-presidente Lula_”;

“Especial. Os bastidores do funcionamento do STF”;

“_Estados Unidos. A saída do acordo nuclear com o Irã semeia incerteza_”;

“Argentina. Nova crise cambial leva o país ao FMI”;

“_Finanças. Wall Street estuda adotar o bitcoin_”;

 

*Época*. *”O palpiteiro de Temer. Elsinho Mouco, o marqueteiro que quer manter isso, viu?”. ”*. Essa é a matéria de capa da revista.

*Outras chamadas de capa*:

“Cachorros & Shakespeare. ”.

“_Um sem-terra quebra a banca_”.

“Tecla Saap ”.

*Destaques internos*:

“Editorial: A certeza da incerteza. A disputa pelo Palácio do Planalto ainda permanece em zona sombreada. É difícil prever como o pleito se desenrolará e terminará daqui a cinco meses”;

“_Doria RaGland. A futura sogra do príncipe inglês é negra, professora de ioga, usa dreadlocks e terá um papel relevante no casamento da filha, no dia 19_”;

“O marqueteiro. A vida e a obra de Elsinho Mouco, o grilo falante do governo Temer”;

“_Brian Winter: Brasil 2018: Eu desisto! Se está difícil para gente entender, imagina o sofrimento do gringo…_”;

“No meio do caminho tinha um advogado. Um solitário defensor da Comissão Pastoral da Terra enfrentou um império da advocacia e encheu de sem-terra uma fazenda do ex-banqueiro Daniel Dantas”;

“_Carlinhos, o guru do Joca. O ex-ministro do Supremo Ayres Britto foi um grande incentivador da candidatura de Joaquim Barbosa e um dos primeiros a perceber que ele não entraria na disputa do Planalto_”;

“Como caçar um doleiro. Na lista dos mais procurados da Interpol, Dario Messer é acusado de usar mais de 3 mil empresas de fachada em 52 países para lavar dinheiro de atividades ilegais”;

“_O Vale do Silício chinês. A história de Shenzhen, a vila de pescadores que se transformou em uma metrópole de 12,5 milhões de habitantes, com PIB igual ao da Irlanda e que lidera a inovação no país asiático_”.

“Cohn-Bendit, o legado de 1968 e o futebol. Dez anos atrás, ele resumia de modo preciso o principal equívoco: o protesto não foi, nem nunca quis ser, uma revolução. Foi tão somente uma revolta.”;

“_Panelas à vista. Dame lechugas! Macri aumenta juros para conter escalada do dólar, obsessão dos argentinos desde os anos 1970_”;

“Cães são Shakespearianos. ’É absurdo considerar que a mera presença de um mamífero num cômodo possa fazer uma pessoa se sentir melhor, mas é isso que faz’”.

 

*Carta Capital*. *“Endinheirados, tremei. A prisão de dezenas de doleiros deixa exposta a dita “elite” e suas hipocrisias. Mas fica a dúvida: os investigadores vão aliviar?”*. Essa é a matéria de capa da revista.

*Outras chamadas de capa*:

“Tributos. Movimento mobiliza mais de 40 especialistas por uma reforma capaz de reduzir as desigualdades e promover crescimento econômico”.

“_Maio de 60. Esse mês mudou o mundo, mas parece mais distantes de nós do que Marx, por mais que incomode Macron_”.

eleições 2018 · Justiça

Defensores públicos ganham isenção de Previdência, no Mato Grosso do Sul

Sinopse MS

Edição: Sérgio Botêlho

Manchete e submanchetes do portal do Correio do Estado.

FISCALIZAÇÃO. Agência de Metrologia reprova metade de balanças na Feira Central/

TJ barra contribuição de 14% dos defensores e abre precedente para outras categorias. Liminar foi concedida por meio de mandado de segurança coletivo/

PROFISSIONAL DO CRIME. Polícia prende homem que praticava média de 3 furtos por dia. Na casa dele, no Aero Rancho, havia dezenas de roupas/

ESTACIONAMENTO CENTRO. Prefeito veta lei que previa tolerância onde há parquímetro. Desequilíbrio gerado com medida aumentaria custos/

CAMPO GRANDE. Problemas de audição e visão afetam 26% dos alunos da Capital/

JUDICIÁRIO. Carreta da Justiça atende população de Rochedo/

SECRETARIA DE GOVERNO. Marun diz que prorrogação de inquérito visa sangrar governo/

TRÊS LAGOAS. Jovem é esfaqueado no rosto e pescoço ao proteger o pai/

R$ 200 MILHÕES. Receita Federal libera consulta a lote residual do Imposto de Renda. Crédito bancário será para mais de 125 mil contribuintes/

CALENDÁRIO ELEITORAL. Prefeito participa de encontro com presidenciáveis. Reivindicações dos municípios serão apresentadas aos pré-candidatos/

 

Manchete e submanchetes do jornal Correio do Estado

Capa

Santa Casa amarga déficit milionário. No vermelho. Maior hospital do Estado registrou saldo negativo de R$ 102,7 milhões em 2017, 39,3% a mais comparado com 2016/

Coffee Break. Tribunal de Justiça julga destino de mais três políticos. Desembargadores da 1ª Câmara Cível devem julgar hoje recursos apresentados pela defesa do vereador Otávio Trad (PTB) e dos ex-vereadores Flávio César (PSDB) e Airton Saraiva (DEM)/

Rumo. Governo aposta em recuperação da malha ferroviária/

Prejuízo de US$ 43 milhões ao tráfico. Em 12 dias de operação Nova Aliança, a Secretaria Nacional Antidrogas (Senad), do Paraguai, e a Polícia Federal brasileira destruíram o equivalente a 1,4 mil toneladas de maconha. a estimativa é de que a ofensiva tenha causado prejuízo superior a US$ 43 milhões aos traficantes. ao todo, foram dizimados 376 hectares de plantação/

LED. Prefeitura estima investir R$ 35 milhões em lâmpadas/

Falta de segurança. Duplicada e com asfalto novo, a avenida euler de azevedo tem se tornado palco de desrespeito às leis de trânsito. a ausência de semáforos, sinalização confusa e falta de fiscalização contribuem para as infrações, entre elas, o excesso de velocidade/

Campo Grande. Postos e creches somam 34 obras paradas/

Usina de açúcar opera com 30% da capacidade/

Previdência. Defensores públicos se livram de contribuição de 14% em MS.

 

Página 3 – Política

Pré-campanha. Petistas de MS usam a prisão de Lula para ganhar apoio eleitoral. Pré-candidato a governador foi a Curitiba participar da vigília em favor do ex-presidente. Sobre os ataques sofridos pelo acampamento, Amaducci informa que os militantes estão sendo orientados para não se importarem com as provocações de outras pessoas. “Reforçamos a segurança em volta do acampamento e estamos protestando de maneira pacífica”, alega o pré-candidato/

TJMS. Desembargadores definem hoje o futuro de mais três da Coffee Break. Câmara. Otávio é um que teve julgamento adiado várias vezes.

 

Manchete e submanchetes do portal MidiaMax. Preso assaltante que matou pedreiro com tesourada na Mato Grosso/

Prefeitura quer lançar dia 15 obras de revitalização do Centro. Reviva Campo Grande promete mudar a cara da região central/

Vítimas de professor suspeito de estupro podem chegar a sete. Apesar dos depoimentos à Polícia Civil, suspeito nega todas as denúncias/

Liminar veta desconto de previdência no salário de defensores públicos. Decisão pode abrir precedente para demais categorias/

Sesau realiza Dia D de vacinação no próximo sábado/

Assassinado a facadas na Yokoama tentou matar durante jogo de futebol/

Aluno mistura energético e narguilé antes da aula e vai para hospital/

Presidente do PSDB revela conversa adiantada com PTB de Nelsinho e PSD de Marquinhos.

 

Economia · Educação · eleições 2018 · Lula · STF

Destaques da semana: Inscrições do Enem; crédito positivo; privatização da Eletrobrás; julgamento virtual do pedido de liberdade para Lula

Destaques da semana: Inscrições do Enem; crédito positivo; privatização da Eletrobrás; julgamento virtual do pedido de liberdade para Lula

A semana começa com o início do período de inscrições no Exame Nacional de Ensino Médio (Enem), já nesta segunda-feira, 07, que seguem até a outra sexta-feira, 18. Também, hoje, será conhecido o balanço final dos pedidos de isenção da taxa da inscrição.

Para quem não conseguiu a isenção, a taxa de inscrição vai custar R$ 82, mesmo valor de 2017, e poderá ser paga até o dia 23 de maio, cinco dias depois de terminadas as inscrições no Exame, nas agências bancárias, casas lotéricas e Correios.

A semana também reserva algumas expectativas na seara política e judicial. Na Câmara dos Deputados, os parlamentares continuarão tentando votar a inclusão obrigatória dos consumidores no Cadastro Positivo. Atualmente, essa inclusão é optativa.

Nessa terça-feira, 08, o presidente Michel Temer vai reunir os líderes da base, na tentativa de fazer com que a matéria seja aprovada. Não somente a questão do Cadastro Positivo, mas, também, da privatização da Eletrobras.

O problema que atinge a votação de ambas as matérias atende pelo nome de eleições 2018. É que ambas carregam vieses de impopularidade e os deputados aceitam tudo menos se indispor com o eleitorado a cinco meses da eleição de 07 de outubro.

Enfim, para a próxima quinta-feira, 10, está previsto o término da votação virtual dos ministros que compõem a Segunda Turma do Supremo Tribunal Federal sobre pedido da defesa de Lula, em favor da liberdade do ex-presidente preso em Curitiba desde 05 de abril passado.

Os advogados argumentam que Lula somente poderia ter sua prisão decretada após a votação dos embargos de declaração pendentes no Tribunal Regional Federal da 4ª Região (TRF-4), o que somente foi acontecer em 18 de abril, 13 dias após a prisão.

Outros acontecimentos, por exemplo, ligados à Lava Jato, não são passíveis de antecipação. Mas, como todos sabem, são sempre possíveis de acontecer. Lembrando que esta é uma semana cheia, sem feriados, e portanto, mais possível de reservar surpresas.